Videoaula: por que estudar no ambiente virtual pode ser o ideal?

  • 14/fev/2019

Videoaula: por que estudar no ambiente virtual pode ser o ideal?

 

Se um profissional deseja alcançar maior destaque no mercado de trabalho, não há outra saída a não ser investir em educação continuada. As possibilidades são inúmeras: programas de pós-graduação, cursos de capacitação, workshops, congressos, entre outras. Mas tudo isso demanda uma série de adaptações na agenda para conseguir estar presente em qualquer atividade, o que acaba se tornando um problema para muita gente.

Um dos fatores que têm feito a educação a distância (EAD) crescer é justamente essa dinâmica atribulada do nosso cotidiano. Afinal, como estudar e, ao mesmo tempo, dar conta de toda a vida pessoal e profissional? A saída está na tecnologia, uma vez que por meio dela a videoaula entra como um dos principais recursos e apresenta uma série de vantagens para o aluno.

Para que você compreenda o poder da videoaula na ampliação do aprendizado na pós-graduação a distância, fizemos este post no qual explicamos como essa tecnologia funciona, quais as vantagens de utilizá-la e como você deve se preparar para ter o melhor aproveitamento. Acompanhe cada tópico com atenção!

A era digital no ensino: aprendendo por vídeo

Como resultado da transformação digital na educação brasileira, o volume de cursos EAD no país cresceu muito nos últimos anos. De acordo com o Censo EAD.BR 2017, da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), foram oferecidos mais de 29 mil cursos EAD (incluindo cursos semipresenciais e livres) e houve mais de 7,7 milhões de matrículas.

Do total de cursos, 4.570 eram totalmente a distância — principalmente em pós-graduação lato sensu e nível superior tecnólogo. Eles foram oferecidos por instituições regulamentadas, com 1,32 milhão de alunos matriculados.

Esses dados revelam que a modalidade EAD tem sido a opção para muitos profissionais que desejam atualizar-se e precisam de um curso que facilite, entre outros aspectos, a gestão do tempo.

Assim sendo, para garantir que o aluno EAD tenha maior engajamento com seu curso e consiga absorver os conteúdos de maneira efetiva, as instituições de ensino estão investindo na entrega de conteúdos cada vez mais didáticos e interativos, como é o caso da videoaula.

Como uma consequência da inovação no ensino, a videoaula é uma tendência da modalidade EAD que vem sendo cada vez mais explorada no ambiente virtual de aprendizagem (AVA).

Como funciona a videoaula

Para que uma videoaula seja eficaz, é necessário que o apresentador (este, em muitos casos, é o próprio professor da disciplina) desenvolva habilidades de interlocutor, a fim de transmitir os conteúdos da maneira mais natural possível.

A sensação para o aluno que assiste à videoaula deve ser a mesma de estar na sala de aula presencial, uma vez que esse recurso reúne informação e dinamismo no mesmo ambiente. Isso acontece porque permite ao aluno ver, ouvir e interagir com os conteúdos, tornando o conhecimento mais compreensível e ágil.

Com isso, percebe-se que a videoaula é uma ferramenta de alto impacto para o aluno EAD. Graças às novas ferramentas de edição, uma videoaula pode ser convertida em um verdadeiro documentário a respeito de determinados conteúdos, em que o professor-apresentador interage com uma série de recursos audiovisuais.

Para tanto, o corpo docente e uma equipe de produtores se reúne para planejar esses conteúdos, definir a linguagem e criar o texto e o roteiro, tal qual num programa de TV. E ainda que o professor-apresentador adote algumas falas improvisadas, a videoaula permite eleger e destacar os comentários mais importantes para reforçar o aprendizado.

Dessa forma, todos os conteúdos abordados podem ser vinculados a exemplos reais, ou mesmo gráficos, que representam o discurso. Isso faz com que o aluno tenha um esforço menor para absorver esses conhecimentos. Além, claro, de poder assistir à videoaula quantas vezes desejar, seja na íntegra ou em partes, já que no AVA esses materiais estão permanentemente disponíveis enquanto o aluno puder acessá-lo.

As vantagens de se estudar no ambiente online

A rotina de quem estuda na modalidade EAD é bastante diferente dos cursos presenciais. A começar pelos deslocamentos, que são mínimos e predeterminados pela coordenação pedagógica. Então, há muito mais liberdade e autonomia para a gestão da agenda de atividades.

Vejamos agora as principais vantagens que o estudo no ambiente online oferece.

Flexibilidade de horário

Na modalidade EAD, o aluno tem a opção de estudar quando quiser e onde estiver. Isso é possível graças aos avanços dos ambientes virtuais de aprendizagem, que estão cada vez mais sofisticados e adaptáveis aos diferentes dispositivos digitais (PCs, tablets, smartphones).

Sendo assim, o aluno pode definir o local onde prefere estudar e em qual horário e utilizar o dispositivo que lhe seja mais conveniente naquele momento. Dessa forma, é possível flexibilizar os períodos de estudo de acordo com a necessidade diária.

Ao contrário de um curso presencial, não existe obrigatoriedade de acessar o AVA em determinado horário, a menos que seja proposta alguma atividade que exija a participação de todos, por exemplo, um webinar ou uma videoconferência. A única atenção é com os prazos para a entrega de tarefas, claro!

Ritmo de estudos adaptável

Se o horário é flexível, logo, o ritmo de estudos também é adaptável. E isso influencia diretamente o aumento das taxas de aprendizado. Nos cursos presenciais, somos obrigados a respeitar o calendário do curso e as horas/aula, do contrário, a falta é lavrada no prontuário ― o que pode acarretar em penalidades para o aluno se estourar o limite.

Mas isso não quer dizer que a produtividade seja maior, pelo contrário. Após um dia cheio de trabalho, pensar em estar numa sala de aula por três ou quatro horas, às vezes, é um martírio. E o rendimento, por sua vez, diminui.

No estudo online, é o aluno quem decide o melhor momento para seus estudos, cujo ritmo é adaptável à sua disponibilidade de tempo e disposição. Dessa forma, o aproveitamento é muito maior, já que se você seguir à risca um plano de atividades, estará inteiramente focado no aprendizado nos horários que definir.

Possibilidade de fazer revisões constantes

Outro ponto importante na modalidade EAD é que as chances de um assunto ser encerrado com dúvidas persistindo diminuem muito. Todos os conteúdos ficam à disposição do aluno, para que ele acesse quantas vezes desejar.

Esse é o caso da videoaula. Perdeu alguma coisa ou não entendeu certa informação? Apenas pause a reprodução e volte ao ponto que não ficou claro. Além disso, se ainda assim alguma dúvida persistir, é possível contatar o professor responsável pela disciplina e apresentar seu questionamento.

Já na sala de aula, é muito comum termos uma enxurrada de informações e corrermos contra o tempo para anotar tudo. Ainda assim, como o professor lida com um número muito grande de alunos, nem sempre é possível atender às dúvidas de todos e, logo, as lacunas se instalam.

Autonomia sem perda de interação

Mesmo com a autonomia que o aluno tem para definir seu planejamento de estudos, a interação nunca é perdida. Além de os conteúdos estarem permanentemente disponíveis, como dissemos, nenhuma temática é trabalhada com recursos isolados.

Tomando como exemplo a videoaula, outros materiais de apoio associam-se ao conteúdo abordado no vídeo como forma de complementar o recurso principal. Com isso, o aluno mantém o contato com todas as ferramentas de estudo, apesar do autogerenciamento.

Ademais, os espaços para discussão persistem, como participação em fóruns, aplicativos de mensagens, e-mails e outras formas de interação com colegas e professores.

Esteja preparado: como estudar por videoaula

Assim como no estudo presencial, estudar online também requer estratégia e planejamento. E se você não está habituado a utilizar a videoaula como ferramenta de estudo, então fique atento às seguintes dicas para aumentar seu desempenho.

Estabeleça uma rotina planejada

Essa primeira dica vale não somente para o estudo por meio de videoaulas, mas também para o desenrolar de todo o curso EAD. Ainda que você tenha flexibilidade de horário, estabeleça um planejamento que torne o estudo online uma atividade de rotina.

Afinal de contas, você somente conseguirá extrair o melhor dos conteúdos se passar por um processo de imersão nas atividades, assim como faria num curso presencial. Então, siga as instruções para cada módulo do curso, estabeleça uma agenda diária (preferencialmente) com horários específicos para acesso à plataforma, siga as instruções do curso e atente aos prazos de entrega de cada tarefa.

Escolha um ambiente adequado para estudar

Em casa ou no escritório, reserve um espaço tranquilo em que você possa se concentrar nos estudos, sem interrupções. Lembre-se de que o silêncio é importante para não perder o foco.

Além disso, garanta que exista, pelo menos, uma escrivaninha com uma cadeira confortável. Pode até mesmo ser no seu quarto, mas convença sua família de que esse momento é só seu e você não pode ser incomodado. No caso do escritório, deixe claro para colegas de trabalho ou outros colaboradores que, naquele momento, é importante não ser interrompido.

Assista à videoaula sem pressa

Uma vez bem instalado, comece a assistir a cada videoaula. Nesse momento, não tenha pressa de chegar ao fim. É importante que você se familiarize com termos técnicos e compreenda a contextualização do conteúdo abordado.

Para tanto, repita o vídeo quantas vezes quiser. Há alunos que optam por assistir ao vídeo todo, a fim de se familiarizar com o assunto. Depois, dividem o conteúdo em partes e estudam isoladamente para não perder nenhuma informação. Por isso, escolha a melhor técnica para você e ponha em prática.

Faça anotações

Faça o exercício de anotar pontos importantes. Assim fica mais fácil de fixar o conteúdo, uma vez que você utilizará outra habilidade motora, além da audição e da visão.

Se preferir, tenha um caderno de apoio e utilize canetas coloridas para marcar palavras-chaves. Também há a alternativa de utilizar seu PC e trabalhar com um editor de texto, cujos arquivos podem ser organizados em pastas da forma que desejar.

Utilize materiais complementares

Valorize os materiais complementares, como artigos em PDF, apostilas e bibliografias indicadas. Esses materiais são essenciais para que você entenda teorias abordadas na videoaula. Ainda, marque presença em fóruns, comentários e outras atividades interativas. Esses recursos são importantes para você praticar os conhecimentos com os quais teve contato e ganhar profundidade no aprendizado.

Não se distraia com outros conteúdos online

Um dos maiores vilões do estudo por videoaulas são as abas do seu navegador. É muito comum sermos multitarefa no cotidiano e visitarmos vários sites ao mesmo tempo. Redes sociais, portais de notícia, e-mail…só para citar alguns. Isso sem falar no smartphone, que não dá descanso um minuto no recebimento de mensagens de amigos, família, clientes e um sem-número de grupos.

Embora não muito fácil de ser aplicada, a solução é simples: feche todas as abas do navegador e mantenha aberta exclusivamente a do seu ambiente de estudos; depois, deixe o celular em modo avião.

Você verá que quanto menos distração tiver, maior será seu rendimento. Isso porque sua atenção não ficará dividida com outros assuntos, e seu foco será mantido.

Utilize aplicativos para a gestão dos estudos

Já existem vários aplicativos que ajudam a fazer uma gestão eficiente dos estudos. Eles ajudam você a otimizar seu tempo e a se auto-organizar para obter um rendimento melhor. Abaixo, separamos alguns exemplos.

Trello

Esse aplicativo é excelente para a organização de tarefas e para criar um calendário com todas as suas atividades. É muito bom para quando se tem várias tarefas a cumprir, pois é possível estabelecer uma ordem de prioridades. Baseia-se na técnica Kanban, utilizada na indústria para acelerar os meios de produção.

O Trello está habilitado para ser utilizado tanto no PC quanto em seu smartphone. Com esse aplicativo, você consegue organizar por prioridade tudo o que precisa fazer e também em um calendário.

Forest

O Forest é um aplicativo para smartphones com uma proposta lúdica, mas que funciona. A ideia é manter o usuário justamente longe do celular. Para isso, uma semente virtual que se torna uma árvore a cada 30 minutos é “plantada” no aplicativo. Se você cair na tentação de mexer no aparelho, a árvore murcha. O objetivo é ter uma floresta no programa. Quando consegue alcançar isso, significa que você não está se distraindo com conteúdos que não têm a ver com sua tarefa.

Pomicro

Esse aplicativo para smartphone foi desenvolvido com base na técnica Pomodoro, criada pelo italiano Francesco Cirillo para aumentar a produtividade nas tarefas. A técnica intercala 5 minutos de descanso para cada 25 minutos de trabalho. O Pomicro segue essa lógica para os estudos e funciona com um temporizador, que mostra ao usuário a hora certa de descansar ou estudar.

As principais dicas para obter sucesso nos seus estudos

O famoso ditado popular do meio acadêmico “Quem faz o curso é o aluno” aplica-se perfeitamente à modalidade EAD, já que o desenvolvimento do aprendizado depende exclusivamente do engajamento com o curso. Pensando nisso, veja três dicas essenciais para ter sucesso nos estudos.

Encare a EAD como um curso presencial

Graças à nova regulamentação do Ministério da Educação (MEC) para os cursos EAD, a oferta ampliou-se e, com ela, a preocupação das instituições de ensino com a qualidade dos cursos. Tanto que, hoje em dia, vemos cursos superiores EAD com um conceito mais elevado que os presenciais nos indicadores de qualidade do ensino superior.

Com isso, seu diploma de graduação ou pós-graduação EAD alcançou o mesmo valor de mercado de um curso tradicional. Assim sendo, não subestime a qualidade do seu curso e o encare com a mesma seriedade de um curso presencial para ter motivação nos estudos.

Conheça suas responsabilidades

Assim como no curso presencial, na modalidade EAD o aluno precisa seguir uma série de exigências para o cumprimento dos créditos do curso. Entre elas, podemos destacar:

  • entregar as tarefas no prazo;

  • participar das atividades online (chats, fóruns, videoconferências, práticas de exercícios etc.);

  • realizar trabalho de conclusão de curso;

  • marcar presença nos encontros estipulados pela instituição de ensino.

Dessa forma, você se organiza e não corre o risco de perder alguma atividade crucial para a conclusão do curso.

Diga não à procrastinação

Livre-se desse outro vilão da educação a distância. “Empurrar com a barriga” e deixar o cumprimento das atividades para a última hora só vai fazer você se frustrar e perder dinheiro. Então, siga à risca seu planejamento e vença a procrastinação, que poderá aparecer quando você mais precisar ser produtivo.

O Direito e o ambiente virtual

Embora o Direito seja uma das carreiras mais tradicionais do país, em razão de sua estrutura e da necessidade do projeto pedagógico, não existe a modalidade EAD para a graduação. Em contrapartida, os cursos de pós-graduação lato sensu, cursos tecnólogos e módulos de extensão registram inúmeras opções nas mais variadas áreas.

Especificamente, os cursos de pós-graduação EAD em Direito têm carga horária entre 300 e 500 horas e dão competências técnicas aos advogados ou bacharéis em Direito para se tornar especialistas nas áreas dedicadas ao estudo.

Entre as inúmeras modalidades existentes no país, destacamos como exemplo os seguintes cursos oferecidos pelo CEJUR:

  • Avaliação Pericial de Bens — capacita profissionais para atuar na realização de perícias judiciais e extrajudiciais, com ênfase nas avaliações de bens imóveis;

  • Coaching Jurídico — desenvolve competências e habilidades como empreendedorismo, marketing, gestão pessoal e profissional, técnicas de estudo para carreiras públicas e inteligência emocional;

  • Direito Administrativo e Gestão Pública — desenvolve competências e forma especialistas nas áreas de Direito Administrativo e Gestão Pública;

  • Direito Desportivo — área com poucos especialistas. Assim, o objetivo é dar qualificação técnica para o profissional conhecer as demandas das novas relações sociodesportivas e atuar no âmbito jurídico do desporto;

  • Direito do Trabalho e Processo do Trabalho — com um instrumental analítico, promove no aluno uma visão abrangente e atualizada sobre relações trabalhistas e processos de trabalho;

  • Direito Marítimo — torna o aluno especialista nas peculiaridades do direito aplicável à indústria marítima, a fim de lidar com ações no âmbito do tribunal marítimo;

  • Direito Penal e Processual Penal — prepara os alunos para ingressar na carreira pública do Direito Penal e/ou ampliar os conhecimentos jurídicos sobre Direito Penal e Direito Processual Penal de quem já atua nessa esfera;

  • Direito Processual Civil — estimula a compreensão dos princípios fundamentais do Direito Processual Civil, sobretudo destacando as novidades e os institutos criados pela Lei 13.105/2015.

  • Mediação de Conflitos e Arbitragem — destaca como funcionam os processos de mediação e arbitragem, a partir de subsídios para atuação do especialista em contextos como familiar, escolar, empresarial, administração pública, entre outros.

Também é possível complementar a formação profissional com cursos tecnólogos EAD em Direito, que capacitam bacharéis em Direito com uma segunda graduação, em nível tecnológico, para atuar em determinados ramos.

As perspectivas do Direito na era digital

Vale lembrar que o profissional que não aceitar as revoluções no modus operandi da advocacia na era digital certamente enfrentará dificuldades no competitivo mercado de trabalho. Essas transformações vêm sendo cada vez mais velozes, o que reforça a necessidade da constante atualização, para que você consiga embarcar nas inovações tecnológicas e conceituais do cenário do Direito.

Assim como já existe o conceito da Quarta Revolução Industrial, se seu objetivo profissional é ampliar os diferenciais perante seus clientes, também precisa se tornar um advogado 4.0. E o pré-requisito para isso é conhecer as tendências e práticas de mercado e como elas estão interligadas aos meios digitais e às novas tecnologias, de maneira geral.

Quem deseja fluidez nesse aprendizado encontra nas especializações EAD um mecanismo extraordinário para a construção do conhecimento na comunidade acadêmica. Cursos de alta qualidade normalmente contam com um corpo docente arrojado, que tem papel fundamental na mediação do processo de ensino-aprendizagem.

Isso começa no planejamento do curso, se estende ao desenvolvimento dos materiais de apoio, como é o caso das videoaulas na área do Direito, e alcança, até mesmo, a tutoria dos alunos e a coordenação geral. E, ao contrário do que muita gente pensa, o ambiente EAD não proporciona um curso em que o aluno permanece solitário.

As interações oferecidas na plataforma de estudos são essenciais para a construção de uma rede de contatos que poderá se estender ao meio profissional real. Esse conjunto de fatores corrobora as chances de um aprendizado de alto nível e que pode efetivamente se converter em parcerias profissionais.

Como você pôde perceber, a modalidade a distância é uma excelente alternativa para garantir atualização de maneira objetiva e com flexibilidade. E graças ao recurso da videoaula, temas densos como os apresentados na área do Direito ganham fluidez e facilidade de compreensão.

Se você chegou até aqui, talvez esteja interessado em mais conteúdos sobre como estudar uma especialização em Direito na modalidade EAD. Então, assine nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos sobre esse e outros assuntos diretamente em seu e-mail!

 




New Call-to-action


Guia Prático: baixe grátis

Nossos Apps

Nossas Redes Sociais