Fale com um consultor

Últimas Publicações

Português jurídico: Pontuação com elementos normativos

Seguem orientações para a pontuação nas referências a textos legais.   Sequência decrescente (lei → artigo → parágrafo → inciso → alínea). Usa-se vírgula: “Constituição da R...

O que é empreendedorismo jurídico e como ele funciona?

Muita gente tem dificuldade em associar conceitos de gestão e administração ao profissional do Direito, talvez pelo tradicionalismo e formalidade dessa matéria em detrimento das duas primeiras, no...

Saiba a diferença entre avaliação de bens imóveis urbanos e rurais

A avaliação de bens imóveis é uma área com excelentes oportunidades. Além dos tribunais — que mantém seus bancos de peritos —, as instituições financeiras e de crédito habitacional deman...

Português jurídico: Termos rebuscados

A linguagem jurídica é linguagem técnica. Termos técnicos inibem falhas de compreensão. Não se pode, no entanto, em nome da linguagem técnica, justificar o uso de termos rebuscados e compromete...

Entenda como se preparar para a área de segurança pública no Brasil

Segurança pública é um tema caro ao Direito, já que diz respeito ao direito fundamental de ir e vir garantido pela Constituição. Ainda, trata-se de um assunto que preocupa cada vez mais governan...

Português jurídico: Intervir, provir e prover

Dúvida comum na linguagem jurídica é a conjugação dos verbos vir, ver, intervir, provir e prover. Vamos abordar o assunto hoje em nossa mensagem.   Vir e ver Os verbos “ver” e “vir” ...

Como se preparar para os concursos na área do Direito?

Os concursos na área do Direito são muito procurados, uma vez que costumam apresentar boas oportunidades de trabalho. Além disso, muitos indivíduos que têm o objetivo de ingressar na carreira pú...

Português Jurídico: Uso do gerúndio

O gerúndio pode apresentar-se nas formas simples ou composta, conforme exemplos abaixo.   Encontrei o magistrado proferindo sentença (forma simples). Os licitantes estão participando d...

Português Jurídico: Posto isso ou posto isto?

Dúvida comum na linguagem jurídica é o fecho do texto “posto isso”, “posto isto”, “isso posto” ou “isto posto”. Vamos esclarecer.     O pronome demonstrativo “isso” ap...

Controle de processos judiciais: saiba como otimizar seu dia a dia

A desorganização é um dos grandes vilões do dia a dia de um advogado e pode fazê-lo até mesmo perder os prazos processuais. Assim, para evitar essa situação, é fundamental ter controle de pro...

A violação dos Direitos Humanos no sistema penitenciário brasileiro

Conforme levantamento do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP) apresentado em 2018, existem mais de 602 mil presos no Brasil. O número é alto e evidencia a superlotação, apenas um dos...

Português Jurídico: Destaque exagerado

  O destaque exagerado é comum na linguagem jurídica. A intenção do autor é destacar o trecho para facilitar consulta e entendimento do leitor. No entanto, tal procedimento está inadequado ...

Advogado criminalista: qual é a melhor área de atuação?

Muitas séries e filmes retratam a rotina do advogado criminalista, o que acaba despertando o interesse de muitos estudantes e profissionais pela área, além dos diversos casos policiais que passam n...

Saiba como uma pós-graduação pode acelerar a sua mudança de carreira!

Muitas vezes, transformações circunstanciais ou pessoais levam o advogado a considerar uma mudança de carreira. Nesse momento, é natural surgirem dúvidas em relação à decisão, ao futuro e à ...

Português Jurídico: Uso do “a” ou “há”

Recebi, ontem, sugestão de participante do curso para escrever mensagem sobre o “a” preposição, “a” artigo e “há” verbo.   Excelente sugestão!   Artigo “a” O artigo “a...

Inteligência emocional para concursos: 4 dicas para manter o controle

Estudar para concursos públicos é uma tarefa que exige muito esforço e uma dedicação extrema. Além disso, é fundamental ter o que podemos chamar de inteligência emocional para concursos como f...

Português Jurídico: “a teor” e “ao teor”

Dúvida de participante sobre a expressão “a teor” e “ao teor” motivou esta mensagem.   Nosso idioma não aceita o uso de “a teor” ou “ao teor”. As duas formas estão inadequadas...

Português Jurídico: uso do feminino em cargos e funções

O Conselho Nacional de Justiça publicou a Recomendação n. 42, de 8 agosto de 2012, sobre o uso do gênero feminino na menção aos cargos ocupados por servidoras e magistradas.   Art. 1º Fica...

Português Jurídico: Uso da expressão “a quo” e “ad quem”

Dúvida de participante motivou esta mensagem. Quando usar “a quo” ou “ad quem”?   As duas expressões latinas aparecem com frequência na linguagem jurídica. Elas podem ser grafadas ent...

Português Jurídico: pontuação e aspas

O uso da pontuação ao lado de aspas merece atenção. Seguem orientações.   1) Se a citação inicia e encerra o parágrafo, o ponto final é colocado antes das aspas. “Não vou admitir vot...

Guia Prático: baixe grátis

Nossos Apps

Nossas Redes Sociais