Português jurídico: Comentários no interior de citação

  • 08/maio/2019

Português jurídico: Comentários no interior de citação

Seguem orientações para inclusões a texto citado.

Comentários no interior de citação

Devem aparecer entre parênteses ou colchetes.

Observe modelo:

No processo produtivo, pelas relações de trabalho que são estabelecidas, os índios que investem em suas próprias roças são rotulados pelos demais como “independentes” [o que os aproxima da definição de camponeses como pequenos produtores autônomos]. Estão na dependência de conseguir uma tarefa ou jornada, disputada no mercado regional de trabalho (Heim, 1984, p. 279).

Incorreção gramatical

Devem ser indicadas pela expressão “sic” entre parênteses ou colchetes após o termo ou construção inadequado.

Observe modelo:

Essa noção de História contraria Foucault, porque complementa a da fundação do sujeito pela transcedência [sic] de sua consciência, garantindo a sua soberania em face de toda descentralização (Magalhães; Andrade, 1989, p. 19).

Palavras ou frases destacadas

Devem ser indicadas pela expressão “sem grifo no original”, “grifo nosso” ou “grifamos” após o destaque ou no final entre parênteses ou colchetes.

Observe modelo:

Somente se completará a experiência comunicativa se a mensagem a ser emitida contiver ingredientes simbólicos e originais [sem grifo no original] capazes de suscitar a atenção do receptor em potencial e conduzi-lo à sua leitura (Zilberman; Silva, 1988, p. 101).

Um abraço!

Marcelo Paiva

Sobre o autor: Mestrando em Linguística e pós-graduado em Português Jurídico e Direito Público, Marcelo Paiva ministra cursos em diversos órgãos e empresas no Brasil e em Portugal (Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça, Tribunal Superior Eleitoral, Tribunal de Contas da União, Ministério Público da União, Polícia Federal, tribunais regionais, Correios, HBO, University of Kentucky, Civic League of Boston, etc.). É autor de 32 livros e desenvolve cursos presenciais e a distância.

Saiba mais: verbos declarativos




New Call-to-action


Guia Prático: baixe grátis

Nossos Apps

Nossas Redes Sociais