7 desafios do estudo do Direito EAD para você ter atenção

  • 07/mar/2019

7 desafios do estudo do Direito EAD para você ter atenção

 

Nos últimos anos, a modalidade de educação a distância (EAD) cresceu vertiginosamente no Brasil e passou a ser bem-vista pelo mercado de trabalho. De acordo com o Censo EAD.BR 2017, da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), no referido ano, somando-se cursos livres e corporativos, foram alcançadas quase 8 milhões de matrículas.

Especificamente em cursos regulamentados totalmente a distância, mais de 1,3 milhão de matrículas foram registradas. Isso denota que empresas e instituições de ensino estão atentas aos potenciais da modalidade EAD.

No ensino superior, os fatores para esse crescimento são inúmeros: incentivos do governo, aumento da influência da tecnologia na rotina da sociedade, flexibilidade nos estudos, mensalidades atrativas, conceitos positivos no Ministério da Educação (MEC), entre outros.

No caso do Direito EAD, é fato que a matriz curricular da graduação e as vivências necessárias à formação do aluno impedem seu desenvolvimento totalmente a distância, mas já é possível que a grade de disciplinas online chegue a 40% do total.

Já na pós-graduação lato sensu, o Direito EAD associa alta qualidade a um excelente desenvolvimento na tecnologia das plataformas de ensino e à infraestrutura dos polos, o que tem despertado muito interesse nos profissionais da área.

Porém, para que você extraia o melhor desempenho em um curso de Direito EAD, é preciso driblar alguns desafios de autogerenciamento. Vamos falar sobre 7 deles? Confira as próximas linhas!

1. Manter um cronograma regular de estudos

Assim como em qualquer curso de graduação ou pós, no Direito EAD também é recomendável montar um cronograma regular de estudos. A fase do planejamento funciona bastante bem: criar planilhas, organizar os materiais, determinar horários etc. No entanto, a grande dificuldade é manter a regularidade nos estudos e cumprir o que foi planejado.

Mas a procrastinação não é a única vilã. Como na modalidade EAD o aluno faz seu horário, é muito comum surgirem situações pessoais e profissionais que se contraponham a esse planejamento, e a rotina acaba sendo prejudicada.

2. Evitar acúmulo de tarefas

Já que falamos em procrastinação, aqui essa expressão cabe bem. Um dos grandes problemas para um aluno de curso a distância é deixar todas as tarefas e estudos para o último minuto do prazo. Além de ser desestimulante, esse acúmulo de atividades prejudica substancialmente o rendimento do estudante.

Especialmente no Direito EAD, a quantidade de leituras e produções de conteúdo como atividades avaliativas é muito grande. Se você não seguir à risca seu cronograma de estudos, dificilmente conseguirá dar conta de todo o trabalho. Por consequência, se sentirá frustrado e possivelmente terá vontade de abandonar o curso.

3. Encontrar um espaço adequado para se dedicar às atividades

Para obter um alto rendimento nos cursos de Direito EAD, soma-se ao planejamento da rotina de estudos a definição de um ambiente adequado para a realização das atividades. Isso significa utilizar um espaço em que você tenha condições de manter total atenção nos estudos, com mobiliário e temperatura que ofereçam conforto, e fique livre da interferência de familiares ou colegas de trabalho.

Além disso, é preciso se desconectar de qualquer dispositivo ou aplicativo que desvirtue sua atenção. Nesse sentido, somente utilize seu smartphone se o objetivo estiver atrelado ao estudo. Contudo, na maioria das vezes, evitar esses aparelhos é a melhor forma de manter a concentração.

4. Evitar usar equipamentos obsoletos

É importante ficar atento às especificações técnicas do seu computador ou tablet para utilização dos recursos presentes no ambiente virtual de aprendizagem. Verifique também se todos os dispositivos, como câmeras de vídeo, alto-falantes e microfones, estão funcionando perfeitamente.

Embora a maioria das instituições opte por configurações universais, às vezes, sistemas mais antigos podem gerar conflitos que ocasionam erros ou deixam a visualização dos materiais lenta, como é o caso da exibição de vídeos.

Sendo assim, certifique-se de que seus equipamentos sejam compatíveis com os requisitos mínimos de tecnologia solicitados pelo curso e consiga ter uma experiência positiva durante os estudos.

5. Utilizar os recursos que a instituição oferece da melhor forma

Familiarizar-se com o ambiente virtual de aprendizagem e aprender a utilizar com naturalidade todas as ferramentas é essencial para aumentar seu desempenho. Como a oferta de conteúdos é bastante diversificada ― textos, vídeos, fóruns de discussão e até atividades lúdicas em alguns casos ―, é fundamental explorá-las ao máximo.

Ademais, a instituição de ensino também conta com infraestrutura e serviços à disposição do aluno, como bibliotecas físicas e virtuais, tutoria online, atendimento por telefone e reuniões presenciais agendadas. Dessa forma, é possível estar inteiramente conectado aos objetivos do curso e contar com o apoio institucional para o que for necessário.

6. Acessar todo o material disponibilizado sem pular etapas

Uma tendência de muitos alunos EAD é pular etapas ao se deparar com uma grande quantidade de material de estudo e querer partir diretamente para a realização das tarefas.

Saiba que o cronograma do curso é montado levando em consideração a rotina atribulada dos estudantes, e a quantidade de conteúdo é definida de maneira que, com um pouco de dedicação diária, exista certa praticidade em cumprir os conteúdos.

Inclusive, a própria instituição costuma “educar” os alunos EAD quanto às melhores práticas de estudo, como saber dividir a rotina e quanto tempo disponibilizar ao longo da semana para evitar lacunas no aprendizado e conseguir um ótimo rendimento.

7. Tirar proveito do networking com colegas e tutores

Outro interesse dos profissionais que procuram o Direito EAD é o networking. Se você não está habituado ao estudo a distância, saiba que ali existe uma grande oportunidade para ampliar sua rede de contatos e fomentar relacionamentos que podem, até mesmo, se transformar em parcerias profissionais.

Por isso, conheça o perfil dos outros alunos, procure saber em que área atuam, marque presença nos fóruns por meio de comentários construtivos e interaja com o tutor de cada disciplina. Ao fazer isso, você se torna conhecido no curso e cria um ambiente favorável para estreitar laços profissionais.

Como você pôde observar, esses desafios que acabamos de citar são bastante simples de vencer. Por outro lado, se não forem enfrentados, seu curso de Direito EAD poderá ser frustrante. Todavia, se você tiver um pouco de autoconhecimento e seguir nossas dicas, certamente colherá excelentes frutos para sua educação continuada.

Agora, convidamos você a conhecer um pouco mais sobre um curso de Direito EAD por meio da leitura deste outro artigo acerca do estudo com videoaulas na área do Direito. Fique conosco!




New Call-to-action


Guia Prático: baixe grátis

Nossos Apps

Nossas Redes Sociais