10 livros de Direito Desportivo que você precisa ler!

  • 20/mar/2018

10 livros de Direito Desportivo que você precisa ler!

Como estudante, bacharel ou pós-graduando em Direito, você deve estar cansado de saber que a leitura é imprescindível. Ela não só nos dá o contato necessário com a teoria do mundo jurídico, como nos faz refletir e aumenta o nosso repertório cultural, fornecendo informações necessárias para uma atuação segura no Direito.

A realidade não é diferente no segmento do Direito Desportivo. Para você que está pensando em se especializar na área, será fundamental mergulhar e conhecer tudo sobre esse mundo: os casos mais famosos, as jurisprudências no segmento, as teorias e respectivas formas de aplicação. Todo esse conhecimento você adquire com livros de Direito Desportivo.

Para ter um primeiro contato, entender ou aprofundar o seu conhecimento sobre esse assunto, fizemos uma lista com boas recomendações. São 10 obras que vão da ficção à teoria. Acompanhe, tenha uma boa leitura e bons estudos!

1. Manual de Direito Desportivo, de Mariana Rosignoli e Sérgio Santos Rodrigues

Começamos com um livro acadêmico, pois ele é indispensável caso seja ou queira tornar-se um especialista em Direito Desportivo. O livro traz uma introdução sobre o estudo da matéria, a missão dessa disciplina e sua relação com os demais ramos do Direito. Para isso, faz um verdadeiro apanhado das fontes do Direito Desportivo e suas principais leis e estatutos.

A obra também aborda a relação de trabalho entre o atleta e seus respectivos clubes. Nela, você encontrará explicações relacionadas à remuneração de esportistas, ao tipo de contratação e temas da esfera do Direito Desportivo Internacional.

2. Direito Desportivo, de Luiz César Cunha Lima

Esse também é um dos livros de Direito Desportivo acadêmico que deve fazer parte de sua coleção pessoal. Ele será útil em seu estudo e, principalmente, aprofundamento no tema, já que traz informações pouco abordadas em outros manuais, como a relação entre transexualidade e esporte e tópicos sobre o esporte na Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

O Livro de Luiz Lima faz o estudante entender o Direito Desportivo além das questões legais, tocando também aquelas sociais, culturais e econômicas que interferem nesse segmento.

3. 1987 — De Fato, de Direito e de Cabeça, de André Gallindo e Cassio Zirpoli

Para além da teoria, um bom especialista em Direito Desportivo deve entender casos históricos e suas repercussões. Um deles é abordado no livro 1987 — De Fato, de Direito e de Cabeça: o brasileirão com mais polêmicas da história do país, disputado entre o Sport Clube do Recife e o Flamengo.

Você deve se lembrar da repercussão do caso, ou conhecer alguém que lembre. De fato, a disputa ainda hoje é discutida e rende pauta para os cadernos policiais, de esporte e jurídicos de todo o país. Na obra, você entenderá as batalhas jurídicas travadas e por que o Flamengo nunca conseguiu o reconhecimento de vencedor na Justiça Desportiva.

4. Invictus — Conquistando o inimigo, de John Carlin

A obra é escrita por um jornalista e descreve a campanha política empreendida por Nelson Mandela contra o Apartheid na África do Sul. O livro não trata do Direito Desportivo em si, mas fascina ao mostrar como política e esporte são dois ramos que constantemente se entrelaçam.

O livro faz refletir sobre o papel do Direito Desportivo, como o esporte serve às disputas políticas e como fatores diversos (culturais, sociais) interferem na justiça e no esporte.

5. Manual de Direito do Trabalho Desportivo, Mauricio de Figueiredo Corrêa da Veiga

Saindo da literatura e voltando aos livros acadêmicos de Direito, temos uma indicação que enfatiza os aspectos trabalhistas do Direito Desportivo. O manual desvenda a legislação desportiva no Brasil ao longo do tempo e como hoje a relação de trabalho acontece.

Você encontrará no livro os princípios do Direito do Trabalho que são de aplicação restrita ao Direito Desportivo e outros tópicos peculiares a esse ramo: as questões legais relacionadas ao direito de imagem do jogador, o contrato de trabalho do atleta profissional e como funcionam as negociações trabalhistas de natureza desportivo-trabalhistas.

6. Código Brasileiro de Justiça Desportiva — Anotado e Legislação Antidoping, de José Ricardo Rezende

Todas as competições desportivas formais que acontecem no país são regidas pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Para que estudantes e profissionais entendessem melhor o CBJD, o autor José Ricardo Rezende realizou uma análise objetiva que resultou na obra em questão.

O livro é uma boa aquisição, já que servirá de consulta à sua atuação no Direito Desportivo.

7. O Direito Desportivo e a Imagem do Atleta, de Felipe Legrazie Ezabella

Diz a Lei Pelé (Lei 9.615/98) que o direito ao uso da imagem do atleta pode ser por ele cedido ou explorado, mediante ajuste contratual de natureza civil e com fixação de direitos e deveres. A leitura da lei parece deixar claro o que deve acontecer na relação entre atletas e empregadores, mas, na prática, vemos que a suposta simplicidade não existe.

Para esclarecer situações relacionadas a esse assunto, o profissional pode contar com a obra O Direito Desportivo e a imagem do atleta. Ele traz luz para a temática e discute as aplicações jurídicas da exploração das imagens em diversos casos.

8. A Evolução do Futebol e das Normas que o Regulamentam: Aspectos Trabalhistas-Desportivos, Maurício de Figueiredo da Veiga

Muitos casos em disputa na Justiça Desportiva estão ligados ao futebol. Por que não ter uma obra que trata apenas do tema? Se você pretende atuar nessa área, em específico, obterá vantagens ao adquirir esse livro.

O livro faz uma interessante introdução sobre a evolução do futebol, as origens dessa modalidade e como ela foi regulamentada ao longo do tempo. Além, claro, de seus aspectos trabalhistas-desportivos.

9. Futebol: Geopolítica, de José Eduardo de Carvalho

Futebol: Geopolítica faz parte da coleção 150 anos de futebol da editora Sesi-SP. A obra detalha o esporte em seus aspectos políticos e como ele foi a origem de muitos conflitos ao redor do mundo.

Uma boa opção para entender como disputas simples do dia a dia podem ter origem em complicados jogos de diplomacia, interferidos por questões econômicas e de poder político.

10. O Berro Impresso das Manchetes, de Nelson Rodrigues

Não só de livros acadêmicos vivem os bacharéis de Direito. A literatura e, nesse caso em particular, as crônicas são outras boas fontes de conhecimento.

O famoso escritor Nelson Rodrigues traz crônicas sobre diversas modalidades esportivas, entre elas o futebol, alpinismo e boxe. Os textos relatam episódios ocorridos com atletas dentro e fora das quadras.

Esses livros de Direito Desportivo ensinam não só sobre a jurisprudência e a prática profissional, mas sobre a realidade do mundo dos esportes. Entendê-la é fundamental para aquele profissional que deseja ser reconhecido e ter uma carreira de sucesso nesse ramo do Direito.

Essa lista de leitura será útil para você? Se sim, pode apostar que também será aos seus amigos. Compartilhe esse conhecimento com eles em suas redes sociais!




New Call-to-action


Guia Prático: baixe grátis

Nossos Apps

Nossas Redes Sociais